O acaso, sombra que projecta o Fado,
Seus dados lança, e o Destino os soma,
      E recolhem ao copo.
30 - 1 - 1927

In Poesia , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, 2000
Ricardo Reis
[[O ACASO SOMBRA QUE PROJECTA O FADO]]
« Voltar