MOTE

Em tudo vejo mudanas,
seno onde as ver quisera;
passa a vida em esperanas,
nunca chega a que se espera.

VOLTA

E posto que chegue o bem
- o que duvido de ser – ,
que gasto se pode ter
na que firmeza no tem?
Vida cheia de mudanas,
tudo em ti cansa e altera;
porque ds mil esperanas
e no ds o que se espera.

O mal que te conheo
j por falsa e sem firmeza;
e, com ter esta certeza,
inda te no aborreo.
De tuas vs esperanas
ver-me j livre quisera,
por me rir das mudanas
do que espera e desespera

Luís Vaz de Camões
[EM TUDO VEJO MUDANÇAS]
Voltar