Todo começo é involuntário.
Deus é o agente.
O herói a si assiste, vário
E inconsciente.
         
À espada em tuas mãos achada
Teu olhar desce.
«Que farei eu com esta espada?» 
         
Ergueste-a, e fez-se.

In Mensagem , Assírio & Alvim, ed. Fernando Cabral Martins, 1997
Fernando Pessoa
« Voltar