Breve o dia, breve o ano, breve tudo.
      Não tarda nada sermos.
Isto, pensado, me de a mente absorve
      Todos mais pensamentos.
O mesmo breve ser da mágoa pesa-me,
      Que, inda que mágoa, é vida.

 

27 - 9 - 1931

In Poesia , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, 2000
Ricardo Reis
« Voltar