— Disseram-me que o Amor era azul.
E, minha Me, eu hei-de amar!
Disseram-me que o amor era vermelho.
E, minha Me, eu hei-de amar!
Disseram-me que o Amor era violeta.
E, minha Me, eu hei-de amar!
Disseram-me que o Amor era violeta.
E, minha Me, eu hei-de amar!
E verde a minha esperana!
E se eu chorar, minha Me?
— Dou-te um lencinho de branca nuvem
E enxugas as lgrimas.

In O Cantar da Tila - poemas para a juventude
Matilde Rosa Araújo
Voltar