— Tal vai o meu amigo com amor que lh’eu dei
come cervo ferido de Monteiro d’el rei.

Tal vai o meu amigo, madre, com meu amor
come cervo ferido de monteiro-maior.


E se el vai ferido, ir morrer al mar:
si far meu amigo, se eu d’el nom pensar


E guardade-vos, filha, ca j m’eu atal vi
que se fezo coitado por guaanhar de mim.


E guardade-vos, filha, ca j m’eu vi atal
que se fezo coitado por de mim guaanhar.

 

Pero Meogo
[€ TAL VAI O MEU AMIGO COM AMOR QUE LH'EU DEI]
Voltar