Do corpo estava j quase forada
aquela alma gentil ao Cu devida,
rompendo a nobre teia de sua vida,
por tornar cedo ptria desejada.

Ainda em flor, sem ter raiz lanada
na terra, dela tanto aborrecida,
se arrancou boamente; e esta partida
fez morte suave sua jornada.

Alma pura, que ao mundo te mostraste
solta de seus grilhes que outros enlaam,
e agora gozas l dias melhores;

dos teus, que c sem ti tristes deixaste,
te mova alta piedade, enquanto passam
estas horas que a dor lhe faz maiores.

Luís Vaz de Camões
[DO CORPO ESTAVA JÁ QUASE FORÇADA]
Voltar