Os teus olhos
exigindo
ser bebidos

Os teus ombros
reclamando
nenhum manto
Os teus seios
pressupondo
tantos pomos

O teu ventre
recolhendo
o relâmpago

 


In O corpo iluminado
David Mourão-Ferreira
OS TEUS OLHOS
« Voltar