Se da clebre Laura a fermosura
um numeroso Cisne ufano escreve,
ũa anglica pena se te deve,
pois o Cu em formar-te mais se apura.

E se voz menos alta te procura
celebrar, Natrcia, em vo se atreve;
de ver-te j a ventura Liso teve,
mas de cantar-te falta-lhe a ventura.

No Cu naceste, certo, e no na terra;
para glria do mundo, c deceste;
quem mais isto negar muito mais erra.

E eu imagino que de l vieste
para emendar os vcios, que ele encerra,
cos divinos poderes que trouxeste.

Luís Vaz de Camões
[SE DA CÉLEBRE LAURA A FERMOSURA]
Voltar