Deixaste cair a liga 
Porque não estava apertada... 
Por muito que a gente diga, 
A gente nunca diz nada. 


1934-1935

In Poesia do Eu , Círculo de Leitores, edição de Richard Zenith, 2006
Fernando Pessoa
« Voltar