Estrelas por cintilar
São a tua e a minha sorte.
Vivemos sem nos achar
Na vida, retrato inútil
Entre nós e a nossa morte.

In Inéditos, 1947-55
Natália Correia
« Voltar