«Toda esta noite choveu
Nos gargalinhos do poço.
Senhora Dona Maria,
Boquinha de cravo roxo.»

Esta quadra é popular.
Pergunto, quem é que a fez?
Deve ter sido tão jovem
Sentida a primeira vez!

Quem me dera poder ter
Sem cultura nem verdade
Aquela quadra por vida
E a vida por claridade!

17 - 3 - 1931

In Poesia 1931-1935 e não datada , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2006
Fernando Pessoa
« Voltar