Cada momento que a um prazer não voto
Perco, nem curo se o prazer me é dado;
      Porque o sonho de um gozo
      No gozo não é sonho.

In Poesia , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, 2000
Ricardo Reis
« Voltar