Esta é a hora
em que a existência se constrói nos passos
de um deus que chega para me levar nos braços.


Esta é a hora
do espinho arrancar do pensamento.
Partir, nos rios nas aves ou no vento.


In Inéditos, 1976-1979
Natália Correia
IR...
« Voltar