Diana através dos ramos
Espreita a vida de Endimion
Endimion que nunca vem,
Endimion, Endimion,
Lá longe na floresta...

E a sua voz chamando
Através dos ramos
Endimion, Endimion...

Assim choram os deuses...

16 - 6 - 1914

In Poesia , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, 2000
Ricardo Reis
« Voltar