Apartamentos tristes, sem ventura,
com doces sentimentos do passado,
me trazem h tanto tempo atormentado
que a morte me ser vida segura.

Um bem para mi falsa pintura,
o descuido lembrana do cuidado,
e ando de meu tormento to cansado
que pouco durarei, se muito dura.

J no vale esforar minha fraqueza,
porque o mesmo remdio me desvia
que noutros soe abrandar o acidente.

Assi que j me deixo natureza,
pois, se de ver o mal se desconfia,
rezo desconfie quem no sente.
 

Luís Vaz de Camões
[APARTAMENTOS TRISTES SEM VENTURA]
Voltar