Vai alta no céu a lua da primavera.
Não sei que mal tenho ou que bem me espera.
Quero buscar o que não sei o que é, ou deixar
Que me leve uma vida que sei que me há-de amargar?
25 - 2 - 1917

In Poesia 1902-1917 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar