Salazar é mealheiro.
Raparigas vinde vê-lo.
Por fora burro vidrado,
Por dentro coiro e cabelo.
1935

In Poesia 1931-1935 e não datada , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2006
Fernando Pessoa
« Voltar