Meu amor na despedida
Nem uma fala me deu;
Deitou os olhos ao chão
Ficou a chorar mais eu.
Demos as mãos na certeza
De que as dávamos amando;
Mas, ai!, aquela tristeza
Que há sempre neste «Até quando?,
Numa lágrima surgiu
E pela face correu...
Nada pudemos dizer,
Ficou a chorar mais eu.


     In Tristes Canções de Amor


In As Canções de António Botto - Primeiro volume das obras completas
António Botto
« Voltar