Meus olhos estão enxutos
Minha tristeza chora...
Meus gemidos escuto-os
Dentro de mim - hora a hora
E tenho os olhos enxutos
E a minha alma rememora.

In Poesia 1931-1935 e não datada , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2006
Fernando Pessoa
« Voltar