O tempo est vingado custa minha
do tempo que no tempo no hei olhado;
triste quem do tempo em tal estado
que o tempo e todo o tempo no temia!

Bem me castigou o tempo e a porfia
de haver-me com s o tempo descuidado;
pois to sem tempo o tempo me h deixado
que j no espero tempo de alegria.

Passaram horas, tempo e momentos
em que pudera do tempo aproveitar-me
para escusar com tempo meu tormento.

Mas pois quis do tempo confiar-me,
sendo o tempo de desvarios e movimento,
de mim, que no do tempo, posso queixar-me.

 

Luís Vaz de Camões
[O TEMPO ESTÁ VINGADO À CUSTA MINHA]
Voltar