Há cortejos, pompas, discursos,
Na inauguração quotidiana dos meus sentimentos inúteis…
São iluminada à veneziana por luzes contentes
As minhas decepções, e os meus desesperos vão em carrocel
Por uma necessidade fatídica do destino.

 


In Poesia , Assírio & Alvim, ed. Teresa Rita Lopes, 2002
Álvaro de Campos
« Voltar