Encontro na tua pele uma rede de ruas, 
viagens / carícias adúlteras / 
um orgasmo que compara — o tombadilho 
de um iate onde prendes o sol e paisagens 
marinhas cortadas pelos gelos / 
no peso dos teus seios 
um tiro me atravessa e a avalancha nasce / 
apaixono-me 
      como se a tua língua me escrevesse 
      uma longa carta / 
caracteres cirílicos ocupam-me e o labor 
de uma tradução onde alguém morre 
      de neve e solidão / quantos países 
andam por aqui. Do pássaro 
o bico bica as tuas pernas — corro 
      a salvar-te / o domingo afoga-se / 
resta-me um braço acima das águas para fechar a torneira. 
Venha o teu riso louco / e a toalha. 


In O PÊNDULO AFECTIVO - ANTOLOGIA POÉTICA:1950-1990 , Edições Afrontamento, 1991
Egito Gonçalves
[[ENCONTRO NA TUA PELE UMA REDE DE RUAS]]
« Voltar