Pousa um momento,
Um só momento em mim,
Não só o olhar, também o pensamento
Que a vida tenha fim
Nesse momento!

No olhar a alma também
Olhando-me, e eu a ver
Tudo quanto de ti teu olhar tem.
A ver até esquecer
Que tu és tu também.

Só tua alma, nunca tu
Só o teu pensamento
E eu nada, alma sem eu. Tudo o que sou
Ficou com o momento
E o momento acabou.

12 - 12 - 1919

In Poesia 1918-1930 , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005
Fernando Pessoa
« Voltar