de Esparta chegarão as dádivas
os esbeltos e velocíssimos galgos
a exactidão musical dum perfil talhado na pedra sonora
duma ilha...conheceremos a solidão
e a indiferença cruel dos deuses
sua inquietante sonolência de ambrósia e musgo
os oráculos aconselham a ingerir
uma mistura de leite coalhado com sangue de poldro
para afastar o receio e as víboras

espantaremos as feras ruivas que rondam a noite da casa
cultivaremos os jardins próximos do mar
onde o sal arde mais intensamente e revela um talento
cuidaremos da nossa loucura
e do frenesi dos insectos pelo estonteante açafrão

o desastre da noite atravessá-lo-emos em absoluta erecção
uma deslumbrante miragem
interromperá qualquer rasto de pesadelo
quando a madrugada cintilar tudo continuará insensível
apesar de nos termos tocado


In O Medo
Al Berto
« Voltar