Ah! Imiga cruel, que apartamento
este que fazeis da ptria terra?
Quem do paterno ninho vos desterrra,
glria dos olhos, bem do pensamento?

Is tentar da Fortuna o movimento
e dos ventos cruis a dura guerra?
Ver brenhas de gua, e o mar feito em serra,
levantado de um vento e de outro vento?

Mas j que vos partis, sem vos partirdes,
parta convosco o Cu tanta ventura
que seja mor que aquela que esperardes.

E s nesta verdade ide segura:
que ficam mais saudades, com partirdes,
do que breves desejos de chegardes.
 

Luís Vaz de Camões
[AH! IMIGA CRUEL QUE APARTAMENTO]
Voltar