Um animal industrial.
Pois sim, o homem é um animal que faz
 Ferramenta e asneiras.
Ferramenta bastante, isso a veradade assenta
Mas mais asneiras do que ferramenta.

In Poesia 1931-1935 e não datada , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2006
Fernando Pessoa
« Voltar