Todas as almas tristes se mostravam
pela piadade do Feitor divino,
onde, ante o seu aspecto benino,
o devido tributo lhe pagavam.

Meus sentidos ento livres estavam
(que at i foi costume o seu destino),
quando uns olhos, de que eu no era dino,
a furto da Razo me salteavam.

A nova vista me cegou de todo;
nasceu do descostume a estranheza
da suave e anglica presena.

Pera remediar-me no h i modo?
Oh! porque fez a humana natureza
entre os nascidos tanta diferena?

Luís Vaz de Camões
[TODAS AS ALMAS TRISTES SE MOSTRAVAM]
Voltar