(Antes de começar o estudo)


Tu, cujo amor em cânticos
Celebram sem cessar
O mundo dos espíritos,
O céu, a terra, o mar!

Senhor, acolhe as súplicas
De pobres filhos teus!
Melhora-nos! ilustra-nos!
Ampara-nos, ó Deus!

À luz disseste: Faça-se!
E a noite em luz se fez:
Dissipe igual prodígio
A sombra em que nos vês!

Nas trevas da ignorância
Não medra o santo amor.
Ilustra-nos! melhora-nos!
Senhor! Senhor! Senhor!

 

António Feliciano de Castilho
« Voltar