J me fundei em vos contentamentos,
quando deles vivi todo enganado
de um fantstico bem e de um cuidado,
de que s cuidam cegos pensamentos.

Passava dias, horas e momentos
deste enleio de amores to pagado
que tinha s por bem-aventurado
quem s por eles mais bebia os ventos.

Mas agora, que j ca na conta,
desengana-me quanto me enganava,
que tudo o tempo d, tudo descobre.

O amor mais caudaloso menos monta;
que de gostos mais rico, eu ignorava,
aquele que de amores mais pobre.

Luís Vaz de Camões
[JÁ ME FUNDEI EM VÃOS CONTENTAMENTOS]
Voltar