Com grandes esperanas j cantei,
com que os deuses no Olimpo conquistara;
despois vim a chorar, porque cantara;
e agora choro j, porque chorei.

Se cuido nas passadas que j dei,
custa-me esta lembrana s to cara
que a dor de ver as mgoas, que passara,
tenho pola mor mgoa, que passei.

Pois logo, se est claro que um tormento
d causa que outro n'alma se acrescente,
j nunca posso ter contentamento.

Mas esta fantasia se me mente?
Oh! ocioso e cego pensamento!
Ainda eu imagino em ser contente!
 

Luís Vaz de Camões
[COM GRANDES ESPERANÇAS JÁ CANTEI]
Voltar